Cotação
Dólar 3,3391
Euro 3,7448
23/06 15:55
Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 26 de junho de 2017 - 07:57

POLÍCIA CIVIL

03/06/2015 15:40

Polícia Civil identifica autor de latrocínio que vitimou adolescente em Rondonópolis

O autor de um crime de latrocínio, que vitimou um adolescente de 13 anos, em Rondonópolis (212 km ao Sul), foi identificado pela da Polícia Judiciária Civil.  Na terça-feira (02.06), a delegada regional de Rondonópolis, Divina Aparecida Vieira Martins Silva e o delegado, Claudinei Souza Lopes, apresentaram o resultado das investigações que apontam Felipe de Jesus Santiago, 21, o “Calango”, como autor do crime. O acusado teve o mandado de prisão decretado pela Justiça e está foragido.
O trabalho integra o planejamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) para reduzir os índices de crimes de homicídios no interior do Estado.
O crime, que causou grande repercussão social no município, aconteceu por volta das 07 horas da manhã, do dia 25 de fevereiro, no Bairro Cascalinho. Após ter o aparelho celular roubado, o adolescente João Victor dos Santos Silva, de 13 anos, foi cruelmente assassinado. No inicio, as investigações apontavam para um possível homicídio uma vez que dias antes do crime, a vítima teria se envolvido em uma briga envolvendo outros menores dentro da escola.
Segundo as investigações, antes de assassinar o menor para garantir o roubo, o acusado abordou uma senhora de 54 anos, de quem conseguiu roubar apenas uma bolsa de mão com o valor de R$ 6, utilizando uma arma de fogo para anunciar o assalto. Em seguida, 50 metros a frente do local do primeiro roubo, o assaltante matou o adolescente para roubar o seu aparelho celular.
A senhora foi ouvida da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) e contou que logo após ser abordada pelo suspeito viu a grande movimentação de pessoas e o Serviço de Atendimento Móvel Urgente (Samu) e imaginou que o mesmo assaltante que tinha a abordado poderia ter matado o adolescente. Ela reconheceu o suspeito através do arquivo fotográfico da delegacia.
Durante as investigações, policiais civis da Divisão de Crimes Contra a Pessoa, da 1ª Delegacia de Polícia de Rondonópolis, apreenderam no dia 09 de março, com uma mulher, o aparelho celular roubado do adolescente. Com a apreensão do aparelho, a Polícia chegou a um homem que alegou ter comprado o aparelho de um usuário de drogas, pelo valor de R$ 250.
A pessoa que repassou o aparelho é um adolescente de 16 anos, morto no dia 18 de abril. A mãe do adolescente foi ouvida na 2ª Delegacia de Vila Operária que investiga o crime e contou que o filho era parceiro do acusado Felipe no consumo de entorpecente e que o acusado teria passado o celular para o seu filho. A testemunha também fez o reconhecimento fotográfico do suspeito Felipe.
Com base nas informações levantadas, o delegado Claudinei Souza Lopes, concluiu o inquérito e representou pela prisão preventiva do suspeito, decretada pela 2ª Vara Criminal de Rondonópolis. Segundo o delegado, o suspeito foi indiciado pelos crimes de latrocínio e roubo majorado pelo uso de arma de fogo e está foragido desde os crimes.
“Trabalhamos com a possibilidade de ele ter fugido para outro Estado, tendo fugido ainda na mesma semana das ações criminosas”, disse o delegado.
O adolescente já foi indiciado em outra investigação da Derf, no ano de 2014, pelos crimes de furto qualificado e corrupção de menores. As investigações continuam para realizar a captura do suspeito.(Fonte:Assessoria/PJC-MT)

Copyright Rede Brasil Policial. Todos os direitos reservados.

O Brasil Policial, se trata de um Projeto de Comunicação produzido pela “Rede SBCW e SBC Brasília, Projeto panteado junto ao INPI e Cartório de Registros e Documentos para jornalistas e empresários. É expressamente proibida a sua reprodução do Conteúdo e Plagiar o Projeto desta Rede de Notícias Online no Território Nacional, sujeito às penalidades previstas pelo CPB por roubo violação de Propriedade Intelectual.

O site Brasil Policial Noticias e o Jornal impresso "Brasil Integração" - Policial, são dois órgãos de Comunicação em regime cooperativistas, são instituições privadas independentes, de acordo com o artigo V Inciso XVIII da Carta Magna e de com o Artigo V da Lei Federal 5.764 de 16 Dezembro de 1971.

Todos os conteúdos veiculados e veinculando nesta franqueada "Brasil - Policial", são de inteira e legítima responsabilidades dos seus autores, proprietários identificado (s) no referido Expediente da mesma.

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo