Cotação
Dólar 3,181
Euro 3,7415
22/08 16:10
Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 23 de agosto de 2017 - 00:26

SEGURANÇA PÚBLICA

11/10/2016 13:29

Nova ferramenta para o enfrentamento da criminalidade

Adriana Machado

 

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social lançou nesta segunda-feira (10) o Sistema de Gestão de Ocorrências – SIGEO, que é um sistema integrado de informações capaz de identificar com precisão o local de onde a pessoa está ligando para a central de emergências do 190, da Polícia Militar, e 193, do Corpo de Bombeiros. Com o Sistema em funcionamento, a partir desta terça-feira (11), os comandantes dos Batalhões da Polícia Militar do Distrito Federal e demais gestores da segurança pública poderão direcionar com mais rapidez ações pontuais de acordo com o tipo de crime que afeta mais uma determinada região.

Além das chamadas feitas para a Central Integrada de Atendimento e Despacho – CIADE – que recebe as ligações 190 e 193, o novo sistema irá utilizar dados fornecidos pela Polícia Civil do DF, PM e também por pesquisas feitas com a população sobre segurança nas cidades do Distrito Federal.

“A partir da articulação destas distintas fontes de dados teremos uma visão mais completa sobre o que ocorre na segurança pública e poderemos fazer a gestão da política de forma mais ampla”, explica o subsecretário de Gestão da Informação, Marcelo Durante.

A partir das ligações feitas para os números de emergência, a Ciade, terá acesso ao número de telefone e à localização exata identificados por meio da tecnologia de georreferenciamento, que envia dados de satélites para o SIGEO. Isso facilitará tanto o envio de viaturas no momento de uma ocorrência, como o monitoramento constante de crimes e até mesmo o rastreamento de trotes.

“Esse novo sistema vai levar informações aos comandantes de unidades operacionais dos grandes comandos. De forma mais rápida, eles terão acesso às incidências criminais com maior incidência na sua região e enviar policiamento para esse local”, explicou o comandante da PMDF, Coronel Marcos Antônio Nunes. Todos os batalhões terão acesso às informações dos crimes e detalhes como dia, hora e local de cada crime. Dessa forma, poderão atuar pontualmente levando em consideração essas informações.

Além das informações das incidências criminais, será possível saber quais são os locais onde faltam iluminação e podas de árvores, por exemplo, segundo os solicitantes do serviço 190. Isso é importante para avaliar se determinado local tem alto índice de criminalidade ou apenas passa uma sensação de insegurança aos moradores por falta de infraestrutura.

Com investimento de R$ 192 mil, a plataforma de dados SIGEO foi desenvolvida por analistas da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social. O projeto-base foi iniciado em 2013 e a assinatura do contrato ocorreu em 2015.

Adriana Machado

Novidade vai dar mais rapidez à Polícia no combate ao crime

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social lançou nesta segunda-feira (10) o Sistema de Gestão de Ocorrências – SIGEO, que é um sistema integrado de informações capaz de identificar com precisão o local de onde a pessoa está ligando para a central de emergências do 190, da Polícia Militar, e 193, do Corpo de Bombeiros. Com o Sistema em funcionamento, a partir desta terça-feira (11), os comandantes dos Batalhões da Polícia Militar do Distrito Federal e demais gestores da segurança pública poderão direcionar com mais rapidez ações pontuais de acordo com o tipo de crime que afeta mais uma determinada região.

Além das chamadas feitas para a Central Integrada de Atendimento e Despacho – CIADE – que recebe as ligações 190 e 193, o novo sistema irá utilizar dados fornecidos pela Polícia Civil do DF, PM e também por pesquisas feitas com a população sobre segurança nas cidades do Distrito Federal.

“A partir da articulação destas distintas fontes de dados teremos uma visão mais completa sobre o que ocorre na segurança pública e poderemos fazer a gestão da política de forma mais ampla”, explica o subsecretário de Gestão da Informação, Marcelo Durante.

A partir das ligações feitas para os números de emergência, a Ciade, terá acesso ao número de telefone e à localização exata identificados por meio da tecnologia de georreferenciamento, que envia dados de satélites para o SIGEO. Isso facilitará tanto o envio de viaturas no momento de uma ocorrência, como o monitoramento constante de crimes e até mesmo o rastreamento de trotes.

“Esse novo sistema vai levar informações aos comandantes de unidades operacionais dos grandes comandos. De forma mais rápida, eles terão acesso às incidências criminais com maior incidência na sua região e enviar policiamento para esse local”, explicou o comandante da PMDF, Coronel Marcos Antônio Nunes. Todos os batalhões terão acesso às informações dos crimes e detalhes como dia, hora e local de cada crime. Dessa forma, poderão atuar pontualmente levando em consideração essas informações.

Além das informações das incidências criminais, será possível saber quais são os locais onde faltam iluminação e podas de árvores, por exemplo, segundo os solicitantes do serviço 190. Isso é importante para avaliar se determinado local tem alto índice de criminalidade ou apenas passa uma sensação de insegurança aos moradores por falta de infraestrutura.

Com investimento de R$ 192 mil, a plataforma de dados SIGEO foi desenvolvida por analistas da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social. O projeto-base foi iniciado em 2013 e a assinatura do contrato ocorreu em 2015.


Copyright Rede Brasil Policial. Todos os direitos reservados.

O Brasil Policial, se trata de um Projeto de Comunicação produzido pela “Rede SBCW e SBC Brasília, Projeto panteado junto ao INPI e Cartório de Registros e Documentos para jornalistas e empresários. É expressamente proibida a sua reprodução do Conteúdo e Plagiar o Projeto desta Rede de Notícias Online no Território Nacional, sujeito às penalidades previstas pelo CPB por roubo violação de Propriedade Intelectual.

O site Brasil Policial Noticias e o Jornal impresso "Brasil Integração" - Policial, são dois órgãos de Comunicação em regime cooperativistas, são instituições privadas independentes, de acordo com o artigo V Inciso XVIII da Carta Magna e de com o Artigo V da Lei Federal 5.764 de 16 Dezembro de 1971.

Todos os conteúdos veiculados e veinculando nesta franqueada "Brasil - Policial", são de inteira e legítima responsabilidades dos seus autores, proprietários identificado (s) no referido Expediente da mesma.

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo