Cotação
Dólar 3,1178
Euro 3,3694
24/03 11:55
Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 24 de março de 2017 - 16:07

SEGURANÇA PÚBLICA

18/10/2016 12:57

Curso apresenta desafios do combate à criminalidade na fronteira

Hérica Teixeira | Sesp-MT

Transpor rios e matas fechadas, enfrentar adversidades da natureza e, ao mesmo tempo, combater a criminalidade é a missão diária de um policial que atua no Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron).

Desde sexta-feira (14.10), 41 policiais (31 recém formados e 10 que já atuam no grupamento) participam do Curso de Policiamento na Fronteira (CPFron), uma intensa preparação para os desafios deste trabalho.

Atividades aquáticas, noturnas, na mata, com animais peçonhentos fazem parte da especialização. Todas as situações são acompanhadas por instrutores, que inicialmente ministram a base teórica e, posteriormente, a prática.

"A dinâmica é a construção do conhecimento. Começamos do básico para o avançado", disse o comandante do Gefron, tenente coronel PM, Jonildo José de Assis.

Nesta primeira semana, os alunos terão aulas sobre instruções de campo. Dentre as disciplinas previstas, estão natação utilitária, estímulo do desenvolvimento sensorial de tato, olfato e audição, noções de agentes químicos, armadilhas e abrigos improvisados.

O curso é realizado em uma propriedade rural de Cáceres (250 km de Cuiabá) e segue até o dia 24 de novembro.

Natação Utilitária

Nesta modalidade, os alunos aprendem técnicas de deslocamento, sobrevivência e salvamento. Em dupla, os policiais são acompanhados por instrutores até um lago, onde recebem dicas de nado e mergulho.

Cada aluno experimentou situações que vão enfrentar no cotidiano, como entrar em ambientes aquáticos com farda, coturno e armamento.

"O policial tem que estar preparado para conseguir se salvar e, se necessário, salvar o companheiro também. É uma instrução de risco, que demanda um cuidado maior com nossos alunos", explicou o comandante.

Um dos instrutores da natação, o 2° tenente PM, Carlos Henrique Scheifer, disse que é uma situação rotineira um policial do Gefron ter que atravessar um rio para apreender drogas escondidas do outro lado.

"Nossa fronteira tem vários cursos de água e rios de grande extensão. Todo policial do Gefron tem que estar apto a, mesmo com seu armamento e farda, fazer a transposição", comentou.

Técnica AVOAT

Na segunda atividade do sábado (15.10), os alunos entraram na mata no período noturno, e os instrutores apresentaram a técnica Avoat (Aquidade visual, olfativa, auditiva e tato), que tem a finalidade de aprimorar os sentidos dos policiais.

Ser capaz de identificar o disparo de diferentes calibres de arma de fogo, por exemplo, é uma das habilidades abordadas na atividade. "É uma instrução que aprimora os sentidos para a identificação de sons, ruídos e cheiros na mata fechada", disse o comandante.

Ofidismo

Na manhã do domingo (16.10), integrantes do Exército Brasileiro ministraram aula teórica sobre animais peçonhentos e não peçonhentos.

"É muito importante saber quais medidas de primeiros socorros, caso seja picado, técnicas de captura", disse o 2º tenente do Exército, Márcio Luis de Siqueira Campos Filho.

A demonstração de captura e imobilização de serpentes foi feita em um espaço pequeno, simulando o ambiente real que o policial pode vivenciar dentro da mata.

Maneabilidade

A técnica da Maneabilidade simula situações reais de um policial em trabalho. A instrução abordou a movimentação dentro da mata, na lama, diante de obstáculos, com armamento em punho.

O cabo PM Iver Kury Aguero foi o responsável pela etapa teórica e, depois, fez a simulação de cada item para os alunos.

"Esta técnica visa dar ao policial a capacidade técnica primordial para ele desenvolver o seu serviço na região de fronteira. Isto inclui intimidade com o equipamento, independente das condições meteorológicas", ressaltou.

Nos próximos dias os alunos terão aulas de noções de agentes químicos, orientação noturna e abrigos improvisados, dentre outros temas.

Investimentos

A política de recuperação da estrutura de Segurança Pública, iniciada na atual gestão, já assegurou vários investimentos ao Gefron. Desde 2015, o Gefron recebeu 30 pistolas calibre ponto 40, modelo 840 P. Foram adquiridas também seis mil munições calibre ponto 40 e 556.

O grupamento ainda passou por renovação total da frota de viaturas, com novas caminhonetes L200, com padrão internacional de identidade visual. O fardamento foi outro investimento realizado na unidade. A nova farda é leve, resistente ao fogo, com grande durabilidade e camuflagem com as características da vegetação da fronteira Brasil-Bolívia.

Gefron

Há 14 anos, o Gefron, vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), atua no combate a crimes como tráfico de drogas, contrabando e descaminho de bens e valores, evasão de divisas e roubos de veículos.

Os policiais realizam patrulhamentos pelas rodovias, estradas vicinais, operações, barreiras fixas e volantes. O Gefron conta com três postos de fiscalização: Matão (no município de Pontes e Lacerda), Vila Cardoso (em Porto Esperidião), Avião Caído (em Cáceres), além da base do grupamento em Porto Esperidião.

Os policiais também atuam em parceria nos seis postos fixos do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) do Corixa, Corixinha, Las Petas, Fortuna, Ponta do Aterro e Marfil.


Copyright Rede Brasil Policial. Todos os direitos reservados.

O Brasil Policial, se trata de um Projeto de Comunicação produzido pela “Rede SBCW e SBC Brasília, Projeto panteado junto ao INPI e Cartório de Registros e Documentos para jornalistas e empresários. É expressamente proibida a sua reprodução do Conteúdo e Plagiar o Projeto desta Rede de Notícias Online no Território Nacional, sujeito às penalidades previstas pelo CPB por roubo violação de Propriedade Intelectual.

“O site Brasil Policial Noticias e o Jornal Brasil Integraçao Policial, são produtos de comunicação cooperativistas, independentes, de acordo com o artigo V Inciso XVIII da Carta Magna e de acordo com o Artigo V da Lei Federal 5.764 de 16 Dezembro de 1971. Produzidos pela empresa: JULIANO LOBATO EVANGELISTA E ESCR.CRIAC.GRAF. S/C – M.E., inscrista sob o CNPJ: 01.145.029/0001-24, sito à Avenida Dr. Lima Avelino, nº 439 – Jardim Primavera, CEP: 78.030-435, Telefone (65) 3041-4675, Cuiabá – Mato Grosso – Brasil, com representação em todos os estados Brasileiros.”

MISSAO:
Somos uma equipe de Jornalistas e profissionais afins, de natureza civil, especializados em defesa da segurança publica, justiça e cidadania, com a finalidade de promover a cultura de paz, respeito aos princípios da democracia Brasileira, de valorização do profissional e fortalecer a família, sempre dentro dos princípios Cristãos, apoiar todos os comandos gerais do Brasil, combater o vício, a violência e ministrar a palavra de Deus aos Militares, seus familiares e a toda a imprensa Brasileira, segundo a Bíblia Sagrada.

 Rodrigo Souza Silveira
Diretor Geral
(66) 9624-9668/VIVO

Diretor
 

 Narciso Honório da Silveira

Jornalista Fundador cooperado e Editor Resp  

DRTMT-1616

Todos os conteúdos que se encontram veiculados e veinculando nesta franqueada "Brasil - Policial", são de inteira e legítima responsabilidades dos seus proprietários identificado (s) no referido Expediente da mesma.
Os seus conteúdos são restrito dos seus autores e idealizadores responsáveis por esta franquia, vale salientar a quem se interessar possa que, por se tratar de uma franquia afiliada da empresa geradora e franqueadora, suas publicações não expressam e nem representam a opinião desta Empresa matriz geradora. A Rede "SBC Brasil" Nacional, trata-se de um Projeto independente de suas agências franqueadas, por conta disso, não temos nenhuma responsabilidade técnica jornalística ou legal na forma das leis gigentes, por nenhum dos seus conteúdos nesta veiculados e veiculandos e de nenhuma outra franqueada e afiliadas no Brasil e nem no exterior. Cada uma é responsável pela sua Concessão, seus Atos e Fatos gerenciais e administrativo. 
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo