Cotação
Dólar 3,176
Euro 3,7572
19/10 16:05
Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 20 de outubro de 2017 - 11:50

TREINAMENTO POLICIAL

11/10/2016 12:41

Com ações integradas, Gefron bate recordes positivos na fronteira

LIDIANA CUIABANO
Assessoria/Sesp-MT

Constantes patrulhamentos pelas rodovias, estradas vicinais, operações, barreiras fixas e volantes. Essas são algumas das estratégias empregadas pelo Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) ao longo dos 983 quilômetros de uma região sensível que separa o Brasil da Bolívia.

O reflexo das ações é traduzido em números. Quase três toneladas de entorpecentes foram apreendidas (cloridato de cocaína, pasta-base, maconha e haxixe), de 1º de janeiro a 30 de setembro deste ano, superando o montante do ano inteiro de 2015, quando o grupamento apreendeu 1.770 quilos de drogas.

Ainda no acumulado de apreensões do período estão 95 veículos, 39 armas de fogo, 605 munições, além de 57 veículos recuperados e 41 prisões por mandados.

Em espécie, o Gefron apreendeu este ano mais de R$ 232 mil e U$ 387 mil, ambos valores sem comprovação de origem, além de R$ 172 mil em cheques.

Os dados dos noves meses de atuação ainda apontam a condução de 238 pessoas às delegacias de polícia e 211 boletins de ocorrências registrados.

Entre os destaques das apreensões, está um avião de pequeno porte que transportava 150 quilos de cocaína. O flagrante ocorreu no dia 26 de setembro, em uma pista clandestina no município de General Carneiro (449 Km de Cuiabá), em ação conjunta do Gefron com a Polícia Federal.

Ocorrências inusitadas também surpreenderam os policiais do Gefron este ano. Como o caso do chinês Zhang Mingguang, de 44 anos, preso em flagrante em 16 de abril, quando viajava em um ônibus que fazia a linha San Inácio (Bolívia) com destino ao município de Pontes e Lacerda (MT).

Em meio à bagagem do chinês, os policiais encontraram 55 quilos de animais marinhos “secos”. A carga contrabandeada do Peru seria levada ao estado de São Paulo, onde seria comercializada.

Para o comandante do Gefron, tenente-coronel PM Jonildo Assis, a avaliação do terceiro trimestre de fiscalização é positiva. “Os números demonstram que o apoio e o olhar estratégico que a atual gestão vem dando para o policiamento de fronteira fez a diferença nos resultados alcançados”, declarou.

Assis também destacou as ações integradas com órgãos de segurança pública estadual e federal e o empenho dos policiais do Gefron "que buscam, incessantemente, levar sensação de segurança à região de fronteira".

“Além disso, os investimentos em Inteligência foram um fator primordial para que pudéssemos alcançar êxito nas nossas operações, uma vez que as informações levantadas e processadas pela Inteligência do Gefron, em conjunto com as demais inteligências dos órgãos de segurança, foram peças essenciais no sucesso do policiamento de fronteira”, completou o comandante.

Tráfico de drogas

O tráfico de drogas é um dos principais gargalos enfrentados pela Segurança Pública na faixa de fronteira, refletindo diretamente no aumento de outros crimes como homicídio, roubo, furto e receptação.

Geralmente realizado por “mulas”, o transporte do entorpecente utiliza os meios fluvial, terrestre e aéreo, sendo este último em rápidos descarregamentos em pistas de pouso improvisadas ou zonas rurais, por meio de arremessos.

Automóveis, ônibus de linha regular, veículos de cargas, motocicletas e bicicletas são outras modalidades utilizadas pelos traficantes para transportar droga.

Investimentos

O reaparelhamento das instituições da Segurança Pública do Estado com armamento, munições e viaturas é uma das prioridades da atual gestão.

Desde 2015, o Gefron recebeu 30 pistolas calibre ponto 40, modelo 840 P. Foram adquiridas também seis mil munições calibre ponto 40 e 556.

O grupamento ainda passou por renovação total da frota de viaturas, com novas caminhonetes L200, com padrão internacional de identidade visual.

O fardamento foi outro investimento realizado na unidade. A nova farda é leve, resistente ao fogo, com grande durabilidade e camuflagem com as características da vegetação da fronteira Brasil-Bolívia.

Efetivo

Em razão da necessidade de um combate incessante aos crimes transfronteiriços, o Grupo Especial de Segurança na Fronteira vai receber um reforço de mais um tenente e 30 soldados recém-formados do último concurso público para a área da Segurança.

Para desempenhar função policial no enfrentamento aos crimes típicos da região de fronteira, os militares serão capacitados por meio do Curso de Policiamento de Fronteira (CPFron).

Serão 42 dias de instruções teóricas e práticas, momento em que os novos integrantes irão vivenciar a realidade do combate à criminalidade fronteiriça. As atividades vão desde a fase de instrução de campo, com conhecimentos específicos na área de sobrevivência, até a fase de instrução técnica e execução, por meio do estágio operacional.

O curso será realizado de 14 de outubro a 25 de novembro nos municípios de Cáceres e Porto Esperidião.

Gefron

Há 14 anos, o Gefron, vinculado diretamente à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), desempenha com excelência as atividades de combate a crimes como tráfico de drogas, contrabando e descaminho de bens e valores, evasão de divisas e roubos de veículos ao longo dos 983 quilômetros de fronteira seca e alagada que separam o Brasil e a Bolívia.

Os 104 policiais realizam patrulhamentos pelas rodovias, estradas vicinais, operações, barreiras fixas e volantes.

O Gefron conta com três postos de fiscalização: Matão (no município de Pontes e Lacerda), Vila Cardoso (em Porto Esperidião), Avião Caído (em Cáceres), além da base do grupamento em Porto Esperidião.

Os policiais também atuam em parceria nos seis postos fixos do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) do Corixa, Corixinha, Las Petas, Fortuna, Ponta do Aterro e Marfil.


Copyright Rede Brasil Policial. Todos os direitos reservados.

O Brasil Policial, se trata de um Projeto de Comunicação produzido pela “Rede SBCW e SBC Brasília, Projeto panteado junto ao INPI e Cartório de Registros e Documentos para jornalistas e empresários. É expressamente proibida a sua reprodução do Conteúdo e Plagiar o Projeto desta Rede de Notícias Online no Território Nacional, sujeito às penalidades previstas pelo CPB por roubo violação de Propriedade Intelectual.

O site Brasil Policial Noticias e o Jornal impresso "Brasil Integração" - Policial, são dois órgãos de Comunicação em regime cooperativistas, são instituições privadas independentes, de acordo com o artigo V Inciso XVIII da Carta Magna e de com o Artigo V da Lei Federal 5.764 de 16 Dezembro de 1971.

Todos os conteúdos veiculados e veinculando nesta franqueada "Brasil - Policial", são de inteira e legítima responsabilidades dos seus autores, proprietários identificado (s) no referido Expediente da mesma.

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo